quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Escrever é... dar asas ao pensamento!


Olá!


Escrever é, para mim, libertar o pensamento, soltar amarras e partir em busca do indizível, do inimaginável. É partir em busca de um completo mundo novo, onde poderemos ser tudo e todos, basta imaginar. Mas, para se escrever, é necessário ler, ler muito, aprender com as palavras dos outros, vislumbrando novos horizontes, que muitas vezes revelam aquilo que nós não fomos capazes imaginar. Entrar numa livraria, numa qualquer biblioteca é como entrar num sem número de "novos mundos" ansiosos por nos mostrar cada um dos seus recantos.


Almada Negreiros, certo dia disse: "Entrei numa livraria. Pus-me a contar os livros que há para ler e os anos que terei de vida. Não chegam, não duro nem para metade da livraria." É bem verdade que, cada livro, cada texto, cada história é uma possbilidade diferente, aos olhos de cada leitor. Importa que aproveitemos cada segundo para ler e, depois, libertar o nosso imaginário e fazer da folha de papel um navio, no qual possamos embarcar numa viagem sem fim, rumo ao limite da nossa criatividade.


Ler é poder ver o mundo das formas mais diversas, pintando-o ao estilo de Renoir ou de Picasso! Mas, escrever é, sem sombra de dúvidas, dar asas ao pensamento! Por isso, é urgente não mais aprisionar as nossas ideias! É urgente passá-las para o papel, para que, mais tarde, elas possas ser pintadas por outros, que, ao lê-las, vêem o mundo sob um outro prisma. Como dizia o nosso saudoso Eugénio de Andrade... é urgente.


Urgentemente

É urgente o amor. É urgente um barco no mar.
É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos, muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.
Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor,
é urgente permanecer.

Eugénio de Andrade, Até Amanhã

3 comentários:

Marco Rebelo disse...

este eugénio sabia escrever..:)

Patrícia disse...

Sabia...se sabia! Um dos grandes poetas portugueses!

Eduardo Buys do Blog do Varejo disse...

Patrícia, postei hoje, em meu blog um texto com Dicas para bem escrever o Português, nossa Lingua mãe. E utilizei esta imagem espetacular de seu texto. Deixei a imagem linkada ao seu blog, para os mais curiosos, e também para registrar teu endereço, pois gostaria de navegar mais por aquí.
Abraço, do outro lado do Atlântico (sou do Rio de Janeiro), Edu